sábado, 21 de outubro de 2017

''Caiu em si...e foi o melhor tombo da vida.'' Buongiorno! Um ótimo fim de semana meus queridos! ♥


Você não sabia, mas atrás dessas tuas costas, feitas para carregar o mundo, estavam guardadas duas asas. Ninguém te contou isso, foi só quando o teu mundo ruiu que você entendeu que podia voar.
Você escorregou num buraco fundo, feito Alice e achou que tudo era só escuridão, mas eis que, de repente, tuas asas de anjo começaram a bater.
Que lindo ver você surgir assim, feito ser alado, enchendo de admiração os olhos dos passantes da vida. Olhos daqueles que, muitas vezes, duvidaram da tua força.
E pensar que você tinha medo que um dia isso acontecesse. Às vezes, apenas uma queda pode nos fazer tocar o que há de mais profundo em nós. Apenas uma dor latente pode trazer à luz o ser alado que nos habita. Pode revelar forças e vocações adormecidas. Pode indicar caminhos que não veríamos com os pés no chão.
Cair, muitas vezes, pode significar a morte, não da vida, mas daquilo que já não faz mais sentido. Cair muitas vezes pode revelar verdades escondidas, indicar caminhos e calar medos bobos.
Você passou por muita coisa. Você provou da vida. Deixou-se tocar pelo que parecia irremediável e hoje é plenamente capaz de enfrentar seus medos. O monstro do armário te pegou e te arrastou para dentro dele e você teve forças para sair de lá. O armário não era o fim, agora você sabe disso.
Você provou da tua força e descobriu que há uma beleza única em se regenerar. O mundo não é mais o mesmo. Agora você sabe. Agora você entende de finais e recomeços. Agora você pode, simplesmente, voar!
Vanelli Doratioto

sexta-feira, 20 de outubro de 2017

''Muita gente não se desvencilha do passado porque está tão apegado ao seu desencontro que em vez de vasculhar a si mesmo, fica tentando responder sozinho as respostas que o Outro não deu.''


"Porque a única saída de emergência possível seria fechar as portas entreabertas do passado. Através daquelas frestas, eu tinha a visão dos entulhos e uma vontade incontrolável de arrumá-los. Mas não se organiza o alheio, eu só podia trancafiar tudo o que me travava o salto, o passo de dança, a caminhada adiante. E, para abrir meus caminhos, tive que me desapegar da casa abandonada introjetada. Tive que me despedir da vontade de recuperar as perdas necessárias. Tive que rejeitar a cadeira que não me acomodava sentada, o sofá que me acomodava da vida, a louça suja que lembrava a indigestão emocional. Tive que admitir que não havia um seguro que resgatasse a perda total daquelas relações.

Outras portas se apresentam. A paisagem emoldurada pela janela, não é mais apenas contemplada: experiencio, internamente, o que está do lado de fora. Mas tive que fechar, com convicção, todas as portas do passado para conseguir descobrir o segredo da chave que eu tinha na mão...e que me abre para o AGORA."

Marla de Queiroz

quinta-feira, 19 de outubro de 2017

Se você souber ouvir, muitos virão lhe fazer confidências...Empatia é fundamental.


"Se você souber ouvir, muitos virão lhe fazer confidências. Então, seja receptivo, silencioso, concentrado. E antes que você tenha tido tempo de pronunciar uma palavra construtiva, o outro ir-se-á embora liberto, feliz, aliviado. Pois, o que inconscientemente ele esperava, não era um conselho, uma receita do bem viver, mas alguém a quem pudesse entregar-se para ser carregado."

Michel Quoist

quarta-feira, 18 de outubro de 2017

Depois da tempestade, vem outra tempestade. Feliz é quem sabe dançar na chuva.


Embora nos tentem provar o contrário, em muito a vida é pesada, difícil, perigosa e traiçoeira. Passaremos por muitos momentos de alegria, prazer e contentamento, mas há muita dor e decepção a ser enfrentada. Fazemos parte de um ciclo imerso em instantes de pura magia e felicidade, mas também pontuado por dissabores e tristezas. É assim que sempre foi, é e será. Os ventos virão, sem pestanejar; cabe a nós tentar passar pelos descaminhos sem que nos percamos de nossa essência em meio às lutas diárias, pois o que nos sustenta é sempre essa força que existe aqui de dentro de cada um de nós. É preciso um coração tranquilo.

Lembre-se sempre de que o seu caminho é você quem constrói. Somos responsáveis pelas escolhas que fazemos e consequentes resultados a serem colhidos. Nem sempre optaremos acertadamente, nem sempre estaremos confiantes em nossas decisões, mas é preciso que escolhamos diante da vida, sem descanso, pois os caminhos à nossa frente são inúmeros. Temer a ação apenas nos paralisará no tempo, tolhendo-nos conquistas importantes, não nos oportunizando avanços e aprimoramentos que nos desenvolvam e nos tornem mais gente. Acalme o seu coração.

Culpe-se, mas não por muito tempo, apenas de forma a refletir sobre os erros, dimensionados na medida exata para que sirvam como lições de vida. Sempre teremos novas chances para tentar reparar o que foi malfeito, mal falado, mal entendido. Haverá quem não desista da gente ali do nosso lado, estendendo as mãos com sinceridade, ouvindo-nos, aconselhando-nos e lutando por nós. São essas pessoas que devem ser valorizadas e cultivadas em nossas vidas, são elas que nos resgatarão de nossas misérias emocionais, para que nos reergamos incansavelmente. Acalme o seu coração.
Chore, renda-se à tristeza e ao luto, dispa-se e enfrente a escuridão à sua volta. É preciso experenciar o frio da alma em sua vulnerabilidade, em suas fraquezas, permitindo-nos sentir a dor do que nos atinge, nos revolta, nos aniquila. A pouco e pouco, os ventos abrandam, levando consigo os fantasmas que insistem em nos afligir. Sempre haverá o amanhã, o recomeço, chances de se refazer. Haja o que houver, conservemos a esperança, o motor do pulsar de nosso viver. Acalme o seu coração.
Sim, as pessoas vão embora de nossas vidas, às vezes aos poucos, outras vezes abruptamente. A única certeza que podemos ter diz respeito exatamente ao fato de que, quanto mais vivermos, mais perdas teremos, mais gente sairá de nosso caminho. A saudade é um alto preço a se pagar pela qualidade das interações que cultivamos em nossa jornada. É necessário que aproveitemos ao máximo as convivências que nos fazem bem, para que acumulemos mais e mais lembranças que nos aliviarão a dor da saudade. Não podemos fugir a ela, mas podemos evitar o remorso por não ter agido como deveríamos com quem nos foi vital. Acalme o seu coração.
Será inevitável nos decepcionarmos com as atitudes alheias. Se vivemos em sociedade, estamos convivendo em meio a diversos pontos de vista, a diferentes pensamentos e valores. Quase ninguém agirá da forma como queremos ou pensará de acordo com o que desejamos. Cada um sentirá as coisas à sua maneira e nos oferecerá aquilo que possuem dentro de si, nada mais do que isso. Devemos esperar o inesperado a que ninguém foge, encarando o que é diferente como um olhar outro que poderá nos ser útil e até nos salvar de alguma convicção que nos emperrava um avançar desejável. Acalme o seu coração.
Infelizmente, algumas pessoas deixarão de nos amar ao longo do tempo; certeza de amor que dura é pai e mãe, e só. O amor de nossa vida poderá fazer as malas, bem ali na nossa frente, deixando-nos sem comiseração. Nosso melhor amigo talvez não veja mais sentido em continuar ao nosso lado, partindo para novas amizades, deixando-nos sozinhos em nossa busca. A paixão arrefece, o entusiasmo diminui, os interesses mudam, nós mudamos, todos mudam. Estarmos sempre abertos para que o novo entre em nossas vidas é o que devemos fazer, para que os vazios dentro de nós sejam passageiros. Acalme o seu coração.
Ninguém passará pelo que for nosso, ninguém conseguirá tirar as dores de dentro de nós a não ser nós mesmos. Nos momentos de calmaria é que devemos nos fortalecer junto a quem amamos e nos ama verdadeiramente, cultivando os relacionamentos revigorantes e cheios de motivação para continuar. Caso não estejamos fortalecidos para encarar as escuridões que se aproximam, jamais estaremos completos e prontos para sorver os momentos prazerosos em sua completude. Portanto, faça chuva ou faça sol, sopre brisa suave ou vente assustadoramente, acalme o seu coração, pois é dele que se alimentam as verdades que sustentam as nossas vidas.
Marcel Camargo

terça-feira, 17 de outubro de 2017

Todo dia eu rezo forte. E peço a Deus que me ajude a domar o meu gênio; a driblar a minha ansiedade e ter um pouco mais de paciência...


“Todo dia eu rezo forte. E peço a Deus que me ajude a domar o meu gênio; a driblar a minha ansiedade e ter um pouco mais de paciência com o mundo. A ser, mesmo, uma alma mais bonita. Eu juro que tento. E sabe por quê? Porque da vida - e das pessoas - só me interessa guardar, aquilo que em mim, produz algum tipo de encantamento. Tá, eu confesso, às vezes estou tão cansada, que adormeço no meio da oração...Será que é por isso que no dia seguinte eu amanheço ansiosa e grito? Vai saber...Mas não seria o grito, um jeito esquisito de se jogar fora coisa ruim?”
Erica Gaião

segunda-feira, 16 de outubro de 2017

Minha viagem para Portugal...Passando por Fátima, Nazaré e Aveiro...♥


Sim, Portugal é muito mais do que Lisboa. Portugal têm cidades mavilhosas, com encantos diferentes. E, por ser um país pequeno, vale a pena, por exemplo, rodar por algumas de suas cidades, e conhecer o que for possível. Foi o que fizemos. Muita história, cultura, diversão, arte, gastronomia, arquitetura e lugares que ficaram na nossa memória e saudade! ♥ 
E depois de passear por várias cidades, finalizo essa viagem maravilhosa com Fátima, Nazaré e Aveiro (Portugal Parte V). 
Fátima 

Santuário de Fátima

A cidade de Fátimatornou-se um dos mais importantes destinos internacionais de turismo religioso, recebendo cerca de seis milhões de pessoas por ano.
A fama de Fátima como local de peregrinação transformou esta cidade num dos destinos mais procurados de Portugal, atraindo milhares de peregrinos e visitantes curiosos.

Situada a norte de Lisboa, perto da cidade de Leiria, Fátima é um dos centros religiosos mais estimados do mundo, onde os três pastorinho testemunharam a aparição de Nossa Senhora, a 13 de Maio de 1917.

Reza a lenda que “uma senhora mais brilhante que o Sol” surgiu perante as três crianças, alertando-as da importância de rezar e dizendo-lhes que iria aparecer novamente naquela mesma data e hora durante cinco meses consecutivos. E teria também prometido revelar a sua identidade e realizar um milagre no dia da sua última aparição.

Nos meses seguintes, Nossa Senhora revelou três profecias às crianças. No dia 13 de Outubro, na hora indicada, cerca de 70 000 pessoas reuniram-se para assistir à última aparição. À medida que as pessoas oravam, Nossa Senhora apareceu e realizou aquele que ficou conhecido por “Milagre do Sol”: o Sol começou a girar velozmente como uma bola de fogo e a chuva intensa que até então tinha caído cessou e as roupas das pessoas ficaram milagrosamente secas.

A época mais indicada para visitar Fátima é durante os dias das peregrinações, a 13 de Maio e de Outubro, altura em que os peregrinos enchem as ruas, ansiosos por cumprir as promessas feitas a Nossa Senhora ou por viver o ambiente espiritual único sentido nestas ocasiões.

Visite a imponente basílica neoclássica que se ergue no coração do Santuário de Fátima e os túmulos dos três pastorinhos que se encontram no seu interior. A pequena Capela das Aparições também merece uma visita, já que marca o local das aparições de Nossa Senhora de Fátima. Não perca a grande seção do Muro de Berlim situada junto à capela (símbolo do fim do Comunismo, revelado como um dos segredos de Fátima).

Hoje só queremos agradecer.
Um lugar de oração, silêncio e paz interior.
A energia desse lugar é indescritível.







A Capelinha das Aparições e
Nossa Senhora de Fátima



Um pedaço do muro de Berlim...em Fátima.


 Basílica da Santíssima Trindade



Nazaré
Nazaré é uma típica vila portuguesa que goza de uma localização de frente para uma praia de areia fina, que descreve uma curva ampla e oferece as melhores vistas do penhasco íngreme, localizado a cerca de 100 quilômetros a norte de Lisboa e 230 km a sul do Porto.
 A vila de Nazaré na região central de Portugal, pertence ao distrito de Leiria. Nazaré tem cerca de 10 300 habitantes. Nosso ônibus, fez uma parada bem rápida por Nazaré, aproximadamente 40 minutos.

Veja algumas fotos:

Santuário de Nossa Senhora da Nazaré




Miradouro do Suberco
Muitas pessoas de Nazaré têm o hábito de vir para cá, assistir o nascer ou o pôr do sol.
Ao fundo, a vista da praia da Nazaré.




Onde estávamos antes...Miradouro do Suberco





Aveiro
Aveiro tem mil anos de história, dos quais duzentos e cinquenta como cidade. Foi fundada sobre a produção de sal e o comércio marítimo.
Em finais do século XVI, a instabilidade da vital comunicação entre a Ria e o mar levou ao fecho do canal, impedindo a utilização do porto e criando condições de insalubridade, provocadas pela estagnação das águas da laguna.
No início do século XIX, é finalmente aberta a Barra dando início a um período de grande desenvolvimento.
A cidade de Aveiro é conhecida por ser um importante centro urbano, dentro dos segmentos: portuário, ferroviário, universitário e turístico.
A cidade está situada na região centro onde abriga aproximadamente 60 mil habitantes dentro da sua área urbana. Está localizada a 55 km a noroeste de Coimbra e a aproximadamente 70 km a sul do Porto.
Como ficamos pouco tempo em Aveiro, andamos pela cidade, fizemos o passeio de moliceiro (barco típico de Aveiro) e experimentamos um doce famoso, que são os ovos moles, mas valeu muito a pena. Aveiro é uma cidade muito bonita, limpa, bem agradável e com lindas paisagens. Os portugueses a consideram como a sua ''Veneza Portuguesa''.
 Deixe-se encantar por Aveiro, veja algumas fotos:
Igreja da Misericórdia de Aveiro


Centro de Aveiro




Universidade de Aveiro


                             As casas em Aveiro...bem coloridas.





Passeio de moliceiro... 




Em Aveiro há muitos doces famosos e um deles, são os Ovos Moles, doce típico da cidade.
Doce regional, tradicional da pastelaria aveirense, cuja fórmula e método de produção original se deve às freiras dos vários conventos aqui existentes até ao século XIX. 


E aqui finalizo essa incrível viagem por Portugal! Valeu a pena conhecer lugares tão diferentes. Como todas as viagens, essa também foi inesquecível...Até a próxima viagem, se Deus quiser meus queridos, beijos! ♥

A maneira como você encara a vida faz toda a diferença. Uma belíssima semana a todos! ♥

COMO VOCÊ VÊ A VIDA?
Era uma vez uma indústria de calçados aqui no Brasil que desenvolveu um projeto de exportação de sapatos para a Índia. Em seguida, mandou dois de seus consultores a pontos diferentes do País para fazer as primeiras observações do potencial daquele futuro mercado. Após alguns dias de pesquisas, um dos consultores enviou o seguinte fax para a direção da indústria:
“Senhores, cancelem o projeto de exportação de sapatos para a Índia. Aqui ninguém usa sapatos.”
Sem saber desse fax, alguns dias depois o segundo consultor mandou o seu:
“Senhores, tripliquem o projeto da exportação de sapatos para a Índia. Aqui ninguém usa sapatos ainda.”
A mesma situação era um tremendo obstáculo para um dos consultores e uma fantástica oportunidade para outro. Da mesma forma, tudo na vida pode ser visto com enfoques e maneiras diferentes. A sabedoria popular traduz essa situação com a seguinte frase:
“Os tristes acham que o vento geme; os alegres e cheios de espírito afirmam que ele canta.”
O mundo é como um espelho que devolve a cada pessoa o reflexo de seus próprios pensamentos. A maneira como você encara a vida faz toda a diferença.
Autor Desconhecido
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

As mais lidas da semana...

O que já foi FALADO em Ordem Alfabética

''Sem a música, a vida seria um erro.'' Friedrich Nietzsche

''Sem a música, a vida seria um erro.'' Friedrich Nietzsche
"Música é vida interior. E quem tem vida interior, jamais padecerá de solidão." Artur da Távola

Minhas Músicas Playlist (1)

Playlist 2

“Ao ouvir uma música que me comove por sua beleza, eu me reencontro com a mesma beleza que estava adormecida dentro de mim. (...) Eu me reencontro com a minha própria beleza. Por isso a música me traz felicidade...” Rubem Alves

Nessa estrada quero topar com luz, desapego e paz...

Nessa estrada quero topar com luz, desapego e paz...
''Nessa estrada quero achar gente doce, límpida, verdadeira e disposta. Quero topar com luz, desapego e paz.'' Caio F. Abreu

A viagem não acaba nunca...

A viagem não acaba nunca...
''A viagem não acaba nunca. Só os viajantes acabam. E mesmo estes podem prolongar-se em memória, em lembrança, em narrativa. Quando o visitante sentou na areia da praia e disse: "Não há mais o que ver", saiba que não era assim. O fim de uma viagem é apenas o começo de outra. É preciso ver o que não foi visto, ver outra vez o que se viu já, ver na primavera o que se vira no verão, ver de dia o que se viu de noite, com o sol onde primeiramente a chuva caía, ver a seara verde, o fruto maduro, a pedra que mudou de lugar, a sombra que aqui não estava. É preciso voltar aos passos que foram dados, para repetir e para traçar caminhos novos ao lado deles. É preciso recomeçar a viagem. Sempre.'' José Saramago

Fé na vida, fé em Deus...

Fé na vida, fé em Deus...
"Todas as vezes em que me sinto cansada, quando acho que a linha não alcança mais o caminho, quando deixo de lado a minha fé, Deus se senta ao meu lado, me entrega um presente e diz: -Tó menina, pode acreditar tudo de novo!" Virgínia Mello

Aprendi...

Aprendi...

Vivendo e aprendendo sempre...

" A gente vai aprendendo que o caminho é mais importante do que o chegar, e que é necessário saber contemplar a paisagem pra escutar o que ela te comunica. A gente vai aprendendo que nem tudo que chega fica, mas que se veio, de alguma forma foi pra nos construir um pouco mais, ainda que na hora nos destrua. A gente vai percebendo, que muitas vezes, é do outro lado da rua que está algo que buscamos tanto, e que, a travessia se faz necessária, apesar de todos os riscos, de todos os prantos. A gente aprende, que um desenho vai muito além do traço e da cor, um desenho são linhas que o coração faz pra formar uma obra final. E aprendi, que o desenho da vida nunca fica igual ao longo dos anos, coisas se apagam, outras se rasuram, outras se acrescentam. Fui aprendendo que pra todo sentimento existe prazo de validade e que só a sabedoria, de mãos dadas com a idade, é capaz de esticá-los mais ou menos tempo dentro de nós. Aprendi a desaprender também, pois fui percebendo que ninguém pode chegar em mim além do que eu mesma permita. Assim, aprendi a esperar menos dos outros, pois vejo como tudo é frágil demais ou sensível de menos. Assim, aprendi a não esperar de alguém que não te alcança no coração, que te ultrapasse com atitudes, pois tudo, exatamente tudo que me proponho a me jogar, tem a altitude que eu escolhi ter. Aprendi "ComSequências" de erros, que se acerta ou se aceita diariamente quem tem como opção simplesmente SER." Lilian Vereza

Volte sempre!

Volte sempre!

Que você possa ver a beleza por onde passar...Sejamos luz!

Que você possa ver a beleza por onde passar...Sejamos luz!